facebook-plugin

Fernando de Noronha é um destino bastante requisitado por turistas brasileiros e estrangeiros. O por quê disso? Simples, trata-se de um lugar que proporciona diversas experiências em apenas uma viagem!

Isso mesmo. Existem centenas de motivos para se encantar pelo arquipélago de Fernando de Noronha, que é formado por um conjunto de 21 ilhas que pertencem ao estado de Pernambuco, no nordeste do Brasil. 

Dentre elas, há apenas uma que é habitada (em torno de 3 mil moradores), a qual também carrega o nome Fernando de Noronha. As demais ilhas do arquipélago só podem ser visitadas com uma licença oficial do IBAMA.

Esta ilha habitada é relativamente pequena, com apenas 17 km². Mas isso não é um problema, visto que o tempo médio de estadia em Noronha é de cinco dias, permitindo que seja possível desbravar todas as atrações disponíveis no local.

Ir para Fernando de Noronha é, também, uma grande oportunidade de vivenciar a história natural e social do Brasil. Isso se deve ao fato de o arquipélago abranger diversos sítios históricos, como a Vila dos Remédios, as ruínas de São Pedro do Boldró, a vila da Quixaba e o Departamento de Proteção ao Vôo da Aeronáutica. Se você gosta de história, estes lugares podem lhe encantar!

E as praias de Noronha? Elas estão sempre presentes nas listas das melhores do mundo. Além disso, o destino tem um dos melhores pontos de mergulho do Brasil, requisitado tanto por profissionais quanto por quem nunca o praticou. 

Mas você pode estar se perguntando, ainda…

Por quê ir para Fernando de Noronha?

Essa pergunta é fácil de responder! Em Noronha, você pode praticar esportes e atividades ecoturísticas, conhecer a flora e fauna local, visitar os projetos de proteção ambiental da ilha e vivenciar muitos atrativos culturais.

Outros motivos para conhecer Fernando de Noronha é que o lugar é um reduto da natureza selvagem. Isso porque, mesmo após mais de 500 anos de descoberta, o arquipélago continua extremamente preservado. 

Para se ter uma ideia, apenas em meados da década de 1990, iniciou-se a exploração ecoturística da ilha. Mas o intuito de manter a fauna e flora praticamente intactas se mantém, ao longo dos anos. 

O motivo desse cuidado também diz respeito à busca constante em proporcionar aos visitantes uma experiência ecológica positiva. E isso engloba as tarifas cobradas na ilha, como a Taxa de Preservação Ambiental (TPA), que servem para promover a conscientização, preservação para as próximas gerações, e a manutenção das belezas naturais do destino.
 
Neste sentido, existem algumas regras e restrições ambientais para quem deseja visitar a ilha. Principalmente porque Fernando de Noronha foi regulamentada como um Parque Nacional Marinho, além de ser tombada pela Unesco como Patrimônio Mundial Natural.

Características do Parque Nacional Marinho

No ano de 1988, um decreto federal criou o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (Parnamar). O objetivo consiste, ainda hoje, em proteger todas as espécies marinhas e terrestres do arquipélago, e colaborar para a educação ambiental e a pesquisa biológica.

Em Noronha, há um controle rígido do número de turistas presentes ao mesmo tempo na ilha principal. Por lá, podem pernoitar até 240 pessoas. E todo este esforço é para impedir qualquer prejuízo para o meio ambiente. É por estes e outros motivos que existem regras de comportamento que devem ser respeitadas pelos visitantes de Noronha. 

Dentro da área do Parque Nacional Marinho é proibido, por exemplo: 

- dar comida aos animais;
- nadar com os golfinhos; 
- visitar ilhas ou rochedos;
- coletar materiais orgânicos (sementes, frutos ou conchas);  
- acampar ou mergulhar sem orientação de empresa credenciada.

A riqueza ambiental fortemente preservada de Fernando de Noronha fez com que o destino garantisse, de forma internacional, um selo de qualidade ambiental. Este fator contribui para a manutenção da responsabilidade e do compromisso, tanto de visitantes como de moradores, em se esforçar para a proteger o arquipélago.

Além disso, no final de 2018, um decreto estabeleceu a proibição da entrada, comercialização e uso de recipientes e embalagens de plástico, ou mesmo os seus similares, no Distrito Estadual de Fernando de Noronha. 

A regra inclui garrafas plásticas, copos, canudos e, até, sacolas plásticas descartáveis, aquelas distribuídas em supermercados. Também foram proibidas as embalagens e os recipientes de isopor e outros produtos compostos por polietilenos, polipropilenos e similares.

A fauna e flora de Noronha


Em Fernando de Noronha, é possível entrar em contato direto com a variada e exótica fauna do arquipélago. E essa oportunidade ocorre porque as suas águas abrigam milhares de espécies de peixes, corais, esponjas e moluscos. Dentre os animais mais queridos dos visitantes de Noronha, podemos destacar:


As Tartarugas marinhas

Em Noronha, pode-se observar de perto as tartarugas marinhas. Principalmente durante os meses de chuva. É neste período que as tartarugas fêmeas ocupam as praias para depositar para fazer a desova.

As tartarugas-de-pente (Eretmochelys imbricata), espécie extremamente ameaçada de extinção, utilizam o arquipélago de Noronha para crescerem e se alimentarem. É muito comum encontrá-las enquanto se pratica mergulho! 

E, em cima desse acontecimento, o Projeto Tamar mantém um belo trabalho de monitoramento das tartarugas-de-pente, na ilha. Além disso, seus pesquisadores desenvolvem palestras gratuitas diariamente sobre as características e importância deste animal para o ecossistema. 

E os golfinhos rotadores

Os golfinhos de Noronha são conhecidos como rotadores por causa dos grande saltos com giro que executam fora d’água.

Na ilha, o melhor lugar para avistá-los em seu ambiente natural é no mirante da Baía dos Golfinhos. Estes animais utilizam essa área para reproduzir e criar seus filhotes. Na parte da tarde, eles se deslocam para alto-mar, para conseguirem se alimentar. A Baía dos Golfinhos é o único lugar do Oceano Atlântico em que os rotadores podem ser vistos em grandes grupos!

Já a flora de Fernando de Noronha apresenta espécies predominantes do agreste nordestino. Além disso, abriga outra ocorrência rara no Oceano Atlântico: o mangue insular, um ecossistema singular no mundo, que abriga em seu meio diversas espécies de animais e plantas que dependem dos seus recursos tanto dentro quanto fora d’água.

Trazendo estas informações, você pode estar pensando que Fernando de Noronha está sempre cheia de visitantes, que buscam essas experiências únicas com a natureza. 

Mas será que existe períodos de maior ou menor procura por Noronha?

Alta e Baixa temporada na ilha

O sonho de conhecer Fernando de Noronha é comum para muitas pessoas. Mas outro ponto que une seus admiradores diz respeito à variação dos preços em Noronha, quando há uma procura maior pelo destino. 

O que se pode adiantar é que os valores dos produtos e serviços praticamente não mudam entre a alta e a baixa temporada. Esse cenário se modifica apenas no Ano Novo e no Carnaval, quando os preços apresentam uma alteração maior. Mesmo assim, a ilha é procurada fortemente durante todo o ano! 

Já para fins de comércio, estes períodos acabam sendo pré-determinados.

- Baixa temporada: acontece entre os meses de março e junho.
- Média temporada: no mês de fevereiro e de agosto a dezembro.
- Alta temporada: janeiro, julho e feriados, principalmente no carnaval e no ano novo.

Independentemente se você for para Noronha na alta ou baixa temporada, listamos algumas dicas para você planejar o orçamento da viagem com tranquilidade e segurança!  

- Existem restaurantes que servem pratos feitos na ilha, que são bem mais em conta.
- Melhor que isso é ficar em hostels ou em Airbnb (mais informações ao longo do texto), para poder cozinhar e economizar ainda mais com a hospedagem.
- Prefira andar de ônibus ou bike. Além de economizar, você pode conhecer novas pessoas e ainda manter a saúde em dia!
- Pesquise e aproveite pacotes promocionais para Fernando de Noronha.
- E, aquela dica coringa: quando for para a praia, por que não levar aquelas comidinhas na mochila e ainda economizar com o almoço?!

Mesmo que você esteja pensando em ir para Noronha gastando pouco, as chances de você ter dias inesquecíveis são gigantes!

Por isso, capriche no planejamento da sua viagem e saiba qual a melhor época para visitar Fernando de Noronha, levando em consideração tudo aquilo que você espera da viagem.

Por último, outra informação importante: por conta da campanha Mais Noronha, os preços na ilha reduzem em até 30%, durante os meses que atraem menos turistas. Esse movimento fez com que, até nestes períodos, a ilha esteja bem movimentada.

Melhor época para visitar a ilha

Independentemente do momento escolhido para a viagem, a melhor época para visitar Fernando de Noronha vai ser quando você estiver lá!

Mas é claro que, como qualquer outro lugar no mundo, em Noronha, há condições de tempo que variam, durante o ano. A pergunta mais importante que deve ser feita é: qual Noronha você deseja encontrar?

Conheça um pouco do clima em Fernando de Noronha

Na ilha, há duas estações bem definidas. De agosto/setembro a fevereiro, o clima é seco. Já entre os meses de março e fim de maio, temos a estação chuvosa. 

Contudo, mesmo no período de chuva, não quer dizer que haverá precipitação diariamente. Ou mesmo durante o dia inteiro. Portanto, fique tranquilo ao planejar a sua viagem na estação mais úmida. Os dias de sol são bastante comuns e as chuvas bem localizadas.

Durante a época de chuva, nossa dica principal é levar sapatos fechados, caso esteja incluído no seu cronograma as caminhadas pela natureza. Isso vai lhe ajudar a passear pelas trilhas, que podem estar enlameadas.

E a temperatura? Esta quase não varia, durante o ano. Noronha tem um clima tropical, e mantém uma média entre 26ºC e 28ºC, com predominância de dias quentes e ventos refrescantes, durante a noite. Não esqueça daquele casaco levinho!

Para quem gosta de praticar surf, o ideal é planejar a viagem para os meses de janeiro e fevereiro, quando está acontecendo o swell. Principalmente porque, nesta época, as ondas estão tão propícias para o esporte que fazem de Noronha o Havaí brasileiro.

Agora, se você está em busca daquele mar que parece uma piscina natural, prefira ir para Noronha entre os meses de setembro e outubro. Neste período, além do mar estar expressivamente mais calmo, a visibilidade das águas chega aos impressionantes 50 metros. É realmente um convite para praticar mergulho!   

E não se engane. É muito fácil se queimar com o sol, em Fernando de Noronha. E isso sem nem perceber, pois há sempre uma brisa vinda do oceano que acaba resfriando o corpo. Não deixe de levar protetores solares com FPS 30, no mínimo, e o seu hidratante preferido.

Principais passeios de Fernando de Noronha

São tantas as emoções ao falar dos principais passeios de Fernando de Noronha!
Poderíamos citar diversos atrativos que servem para todos os gostos e públicos. 

Mas conseguimos reunir todos estes sentimentos em quatro atividades impressionantes e requisitadas pelos visitantes da ilha, incluindo os seus passeios. 

Acompanhe!

    1 - As praias

    Antes de mais nada, é bom saber que as praias de Fernando de Noronha são divididas entre o mar de dentro (viradas para o continente) e o mar de fora (viradas para o oceano). 

    As praias do mar de dentro possuem águas extremamente cristalinas. E é deste lado, também, que acontece o pôr-do-sol. Já as praias do mar de fora têm como cores predominantes o azul e o verde, que representam um espetáculo à parte!

    A seguir, listamos as principais praias de Noronha que você precisa conhecer.


    Mar de dentro

    O destaque fica para a Praia do Sancho, que é a mais famosa, com águas calmas e cristalinas. Além disso, possui uma grande diversidade de vida subaquática, abrigando diversos bancos de coral. A Praia do Sancho é, ainda, considerada um dos melhores pontos do Brasil para a prática do mergulho livre com snorkel

    Outro pico que a maioria dos visitantes considera encantador é a Praia do Meio, que possui uma extensão média e fica entre as praias do Cachorro e da Conceição. Imagine um mar de águas calmas, como se fossem piscinas naturais em meio às pedras. Ainda na Praia do Meio, você encontra pedra do Pião, uma interessante formação geológica que se equilibra entre pedras menores. 

    Há, também, a Praia da Cacimba do Padre, que representa o éden de mar cristalino dos surfistas, e que possui formações rochosas de tirar o fôlego! Ela é uma das maiores praias da ilha, e abriga outro ponto bastante conhecido de Noronha: o Morro Dois Irmãos

    Por fim, a Praia do Cachorro, que é a mais frequentada pelos moradores da ilha. Lá, você encontra areias claras e fofas que se encontram com águas calmas e cristalinas. Na praia, há, ainda, uma fonte de água doce! E, para melhorar ainda mais, é possível alugar snorkel e pranchas de stand up paddle para se divertir.


    Mar de fora

    No mar de fora, uma das praias mais surpreendentes é a da Atalaia, que tem traços vulcânicos na sua paisagem. Ela guarda um aquário de vida marinha, sendo um berçário para várias espécies. 

    Localizada a 2,5 km do centro, possui águas cristalinas que são ótimas para mergulho, além das incríveis falésias! Para se ter noção da beleza da sua beleza, a Praia da Atalaia foi eleita a melhor praia do mundo pelos avaliadores do TripAdvisor. 

    Já a Praia do Leão é considerada uma das três praias mais bonitas do Brasil, sendo o destaque do mar de fora. Isso se deve, em especial, pelas areias claras, e pelas pedras que acabam formando pequenas piscinas naturais de cor azul e verde. 

    Além disso, a Praia do Leão é um reduto das tartarugas marinhas para o período de desova, entre janeiro e junho. Seu nome é em função de uma grande formação rochosa, que se parece com um leão-marinho.

    Enseada da Caieira possui piscinas naturais que se encontram em meio à dunas e pedras, e também abriga uma abundante vida marinha. Lá, há um mirante que revela toda a beleza deste lugar.  

    Ponta da Air France é uma praia de águas agitadas que fica em uma região histórica de Fernando de Noronha. O banho não é permitido, mas vale muito a pena visitá-la, mesmo que seja para contemplar a sua linda paisagem. Um ponto interessante da Ponta da Air France é que ela se situa exatamente no ponto onde se encontram o mar-de-dentro e o mar-de-fora.

    Por fim, a Praia do Porto de Santo Antônio reserva um passeio surpreendente em seu roteiro. Nessa praia, é possível praticar mergulho pelo cargueiro Eleani Stathatos, um navio grego, naufragado em 1929. A sensação de poder flutuar por essa embarcação a quase 12 metros de profundidade é, realmente, uma experiência diferenciada!

    2 - Trilhas de Fernando de Noronha

    Quem gosta de caminhar ao ar livre e pela natureza vai se surpreender com as trilhas de Fernando de Noronha. Um grande exemplo é a trilha histórica Jardim Elizabeth, que reúne diversos pontos históricos da ilha. Dentre eles, o Forte e Igreja de Nossa Senhora dos Remédios e o Memorial Noronhense. 

    Outro exemplo é a trilha da Baía do Sancho, onde é possível contemplar caminhos suspensos de madeira ecológica, tornando o passeio tão seguro quanto surpreendente. Nesse passeio, é possível avistar uma grande variedade de vegetação preservada, além da fauna e flora nativas.

    Já a Trilha do Farol é bastante tranquila e exuberante. Nela, é possível avistar mirantes incríveis! E tem, também, a trilha do Capim-Açu, que é a mais longa de Fernando de Noronha. Ela fica situada em encostas que levam à Ponta do Capim-Acú. 

    E, se você quer observar as catraias mergulhando no mar, em busca de alimentos, indicamos a Trilha Costa Esmeralda, que tem um tempo de caminhada de duas horas.

    Por último, a trilha Pontinha Pedra Alta, que inicia na Enseada de Caieira e vai até a Vila do Trinta. Neste passeio, os visitantes podem avistar o local do primeiro naufrágio ocorrido no Brasil, em 1503. 

    3 - Passeios de mergulho

    Como visto, Fernando de Noronha é um destino ideal para quem já pratica ou deseja praticar mergulho. Suas piscinas naturais com cor azul-cristalina fazem com que o esporte seja ainda mais surpreendente por lá, devido à grande visibilidade. As chances de avistar peixes coloridos, corais, tartarugas, golfinhos e, até, os tubarões são bem altas!

    E algumas modalidades de mergulho estão disponíveis para os visitantes da ilha. No mergulho a reboque – Planasub ou Aquasub*, pode-se apreciar a beleza das águas em meio à diversão. Essa modalidade foi inventada em Noronha, e o equipamento é o mesmo utilizado em um mergulho livre (máscara, snorkel e colete).

    Os participantes seguram em uma prancha, e são puxados levemente por um barco. A sensação é de estar deslizando na superfície da água! Para quem tem mais experiência, pode-se mergulhar em apneia a até 4m de profundidade, segurando a prancha. Sem dúvida, é uma oportunidade imperdível de admirar as belezas do mar noronhense. 

    Já o mergulho de batismo em Fernando de Noronha é estruturado para os visitantes que nunca mergulharam. A modalidade utiliza o cilindro para respiração, e antes de iniciar o batismo, os participantes recebem orientações básicas dos instrutores. 

    No mergulho de batismo, pode-se chegar a até 12 metros de profundidade, e o tempo dentro da água é de, em média, 30 minutos. A sensação de imergir pela primeira vez é, literalmente, um batismo para as maravilhas do fundo do mar! Mas fique atento: escolher entre os 26 pontos de mergulho em Noronha para realizar esta atividade irá depender das condições marinhas do dia.

    Outra modalidade praticada na ilha é o mergulho autônomo, que somente pode ser realizada por mergulhadores credenciados. Em Fernando de Noronha, existem 25 pontos de mergulho para todos os níveis de credenciamento e profundidade, abrangendo cavernas exuberante e muita diversidade de vida marinha. 

    Agora, se você quer apenas curtir as belezas marinhas em um mar calmo, é possível praticar o mergulho livre, utilizando apenas o snorkel e nadadeiras, em Noronha. 

    E a Praia do Sueste é ideal para quem deseja nadar com segurança. Neste passeio, os visitantes podem experimentar a sensação de nadar entre as tartarugas marinhas e os tubarões-limão. É indescritível!

    Para quem vai praticar mergulho, tenha atenção a estas informações!

    - Não podem realizar este passeio os visitantes que apresentam problemas de saúde, tais como: cardíacos, hipertensos ou respiratórios.
    - Não é permitido praticar mergulho nas 24h que antecedem o voo de volta, por conta da pressão atmosférica e da altitude.
    - Também não é aconselhado ingerir alimentos pesados antes de mergulhar.
    - Mulheres gestantes não podem realizar o mergulho.
    - Crianças a partir de 10 anos podem mergulhar, desde que com autorização por escrito do responsável.

    4 - Passeios em Noronha para a família

    A surpreendente ilha de Noronha também possui atrações para quem quer ter muito o que fazer em Fernando de Noronha com a família. São diversas opções bacanas, que servem, também, para o aprendizado acerca do turismo ecológico e sustentável. 

    A seguir, confira os principais passeios para aproveitar com a família!


    Ilha Tour

    Uma boa pedida de passeio com a família é o Ilha Tour, que percorre os pontos principais de Noronha. Poderíamos, até, dizer que este passeio é imperdível para quem vai conhecer a ilha pela primeira vez.

    Dentre os pontos de parada do Ilha Tour, podemos destacar a Baía do Sancho, onde é possível, também, praticar mergulho com snorkel e vislumbrar a fauna e flora marinhas. Outro destaque do itinerário do passeio é a Praia do Porto de Santo Antônio, que abrange o famoso Buraco da Raquel. Em seguida, há uma parada na Capela de São Pedro, que proporciona uma das paisagens mais bonitas da ilha.

    Ilha Tour é feito a bordo um veículo 4x4, e realmente percorre todo o arquipélago. É uma ótima opção para toda a família conhecer as praias, além de oferecer algumas paradas para banho de mar. Além disso, o passeio pode ser feito com outros visitantes ou de forma privativa. Nesta última modalidade, o trajeto é feito a bordo de um buggy!


    Projeto Tamar

    Outra atração ideal para a família envolve os projetos ambientais como o Tamar, que são um ótimo atrativo para curtir em grupo. Isso porque Fernando de Noronha é um sítio de reprodução da tartaruga-verde, que realiza a sua desova nas praias arenosas do local. 

    Esse acontecimento da natureza acontece entre os meses de dezembro e julho, e é monitorado pelos profissionais do Projeto Tamar. 

    A praia do Leão, que concentra 80% da desova, é a principal área de preservação do arquipélago. Naquele local, são gerados, em média, 8.900 filhotes de tartaruga verde por ano!

    Museu do Tubarão

    Outra dica de passeio com a família em Fernando de Noronha é o Museu do Tubarão. Lá, é possível entender um pouco mais da vida e das características deste animal surpreendente. 

    Além disso,há um restaurante dentro do local, que serve, como um dos pratos principais, o bolinho de tubalhau, que é composto por mandioca e carne de tubarão. Ele é muito gostoso, e com certeza toda a família vai adorar!

    O Museu também possui esculturas ao ar livre, que são ótimas para registrar algumas fotos. E tem, também, uma lojinha que oferece os mais variados suvenires.

    5 - Cruzeiros em Noronha

    É importante saber que não é mais permitido o tráfego marítimo de cruzeiros, em Fernando de Noronha. Principalmente por causa do grande impacto negativo na preservação da ilha. 

    Outro motivo é que os viajantes dos cruzeiros comiam e bebiam nos navios, deixando de movimentar o comércio local. Inclusive, não pagavam a taxa de permanência, cobrada somente aos visitantes que pernoitam em terra firme.

    Como chegar em Noronha

    É preciso ficar por dentro de algumas informações sobre como chegar em Fernando de Noronha, antes de finalizar o planejamento da sua viagem. Este fator pode ter uma importância ainda maior, dependendo de onde você vai partir. 

    Já sabemos que, normalmente, a maneira mais rápida de chegar a um lugar é de avião. E o mesmo acontece para quem deseja ir a Fernando de Noronha, inclusive, para quem estiver partindo de Recife, capital de Pernambuco.

    Se você estiver vindo de estados brasileiros mais distantes, ou mesmo de outro país, a única opção é pegar um voo até as cidades de Natal ou Recife. Delas, então, pegar outro voo para Fernando de Noronha.

    E lá na Ilha, como se locomover?

    Essa é uma dúvida bastante comum, também. Na ilha de Noronha, estão disponíveis micro-ônibus que circulam todos os dias, das 6h à 0h, na única estrada federal do local: a BR-363.

    Outras opções de transporte individual que podem ser pagos ou alugados são os táxis, os bugues, as motos e as bicicletas. Mas não esqueça de pesquisar os preços destes transportes, para não ter surpresas quando chegar na ilha. ;)

    Informações importantes:

    - Aeroporto de Fernando de Noronha (Vila do DPV, Km 3) - Contato: (81)3619-1311.
    - Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em Natal - Contato: (84)3644-1000.
    - Aeroporto dos Guararapes, em Recife - Contato: (81)3464-4188.
    - Táxi Nortax, em Fernando de Noronha - Contato: (81) 3619-1314.

    Saiba onde ficar, em Noronha

    Noronha oferece diversas opções de hospedagem para os seus visitantes, e a escolha vai depender de alguns fatores, como orçamento, os passeios que vão ser realizados e algumas preferências pessoais. 

    Na ilha, é possível encontrar desde hotéis luxuosos até hostels. Mas, antes, é bom entender um pouco sobre as características dos locais de estadia:

    - na Vila dos Remédios, que é considerada o centro de Noronha, os visitantes têm à disposição um número maior de restaurantes, lojas e passeios históricos do que em outros locais da ilha.
    - Já a Floresta Velha e a Floresta Nova são vilas que ficam bem próximas às praias da Conceição e do Cachorro.
    - Na Vila do Trinta, também é possível encontrar opções de restaurantes, bares, mercados e conveniências.
    - A Vila Sueste fica perto do aeroporto e da linda Baía Sueste, que possui uma das águas mais calmas da ilha.

    Depois de entender o que há disponível em cada parte da ilha, é hora de partir para a escolha do local de estadia.

    Hotéis de luxo

    Fernando de Noronha possui diversos empreendimentos que oferecem luxo e conforto. A ilha oferece hotéis e pousadas que contam com serviços exclusivos, caracterizando-os como verdadeiros resorts. 

    Pousadas

    Existe hospedagem em Fernando de Noronha que não requer grandes investimentos e, ao mesmo tempo, são confortáveis. Em Noronha, você pode encontrar pousadas e hotéis que entendem a necessidade de se economizar e, ao mesmo tempo, garantir uma experiência diferenciada. É um equilíbrio que vale a pena pesquisar. 

    Pousadas Domiciliares

    Há diversas opções de pousadas domiciliares, em Fernando de Noronha. Essa forma de acomodação foi criado em 1990, com o intuito de implementar regras bem estabelecidas sobre hospedagem na ilha. 

    Ou seja, as casas dos habitantes de Noronha foram adaptadas para receber os turistas, com áreas exclusivamente reservadas para o conforto e privacidade dos visitantes.

    Airbnb ou hostels

    O aplicativo de estadia Airbnb já é conhecido pelo mundo todo, e também marca a sua presença nas hospedagens de Fernando de Noronha. A ferramenta disponibiliza espaços inteiros ou compartilhados dos proprietários de imóveis, para que os viajantes tenham a oportunidade de alugá-los.

    Já os hostels estão espalhados por toda a ilha, e possuem preços imbatíveis. A infraestrutura deles é bastante aceitável, com tudo o que você precisa para aproveitar ao máximo Fernando de Noronha. 

    Onde Comer?

    Se você quer saber onde comer em Fernando de Noronha, precisa conhecer mais de perto a Vila dos Remédios. É neste local que fica o pólo gastronômico da ilha. Seja um buffet a quilo, restaurantes para jantar, ou mesmo lanchonetes para uma refeição rápida, você vai encontrar naquela Vila.

    Os pratos englobam, principalmente, a comida regional, com refeições simples e saborosas. Nosso destaque fica para os frutos do mar, que marcam presença na maioria dos cardápios do arquipélago.

    Agora, se você está pensando em investir naquele jantar inesquecível, saiba que, na maioria das vezes, é preciso reservar o seu lugar com antecedência. Da mesma forma acontece com os festivais gastronômicos que ocorrem em Noronha.

    É claro que os valores dos pratos são importantes. Por isso, indicamos que você consulte os preços dos restaurantes de Fernando de Noronha no planejamento da sua viagem.

    Vida Noturna em Noronha

    vida noturna em Fernando de Noronha oferece boas opções para se divertir e descontrair. Aproveite o fim de tarde e visite o Bar do Meio, que oferece uma imagem de destaque do do pôr do sol da ilha. 

    Para curtir com os amigos, o Espaço Cultural Muzenza é uma ótima opção. Nas quartas, quintas e sábados, a programação do local reúne turistas e moradores de Noronha para dançar músicas brasileiras. O lugar também é conhecido por promover o samba depois da missa de domingo, animando ainda mais a noite de Noronha!

    Outra excelente opção para se divertir é o Bar do Cachorro, onde é possível cair no forró e no maracatu. O bar fica perto da Igreja Nossa Senhora dos Remédios. Mas não se preocupe em decorar o caminho, pois qualquer morador da ilha vai saber lhe indicar o local desse bar surpreendente!

    Nossa última dica para curtir a noite de Noronha é, justamente, conversar com os nativos. Eles sempre sabem quando e onde irão acontecer os melhores eventos da ilha.

    O que levar na sua viagem para Noronha

    Arrumar a mala para Noronha não é uma tarefa muito complicada. Sabendo que os dias são predominantemente quentes e as noites um pouco mais frias, só não vale esquecer das roupas refrescantes e do casaco para os passeios noturnos. 

    Além disso, indicamos você levar:

    - medicamentos;
    - mochila ou bolsa de praia;
    - máscara de snorkel;
    - biquíni ou sunga;
    - protetor solar e repelente;
    - chapéu e óculos de sol;
    - dinheiro em espécie*;
    - tênis e chinelo (nada de salto!);
    - cangas e toalhas para a praia;
    - colírio, para os dias de banho no mar;
    - máquina Fotográfica (subaquática também!).

    *Em Fernando de Noronha, não há casas de câmbio. Procure levar uma quantidade mínima de dinheiro em espécie.

    Taxas ambientais

    Todos os visitantes de Fernando de Noronha são obrigados por lei a pagar a Taxa de Preservação Ambiental do Distrito Estadual de Fernando de Noronha. Esta taxa é destinada à manutenção das das condições ambientais do arquipélago. 

    O valor irá depender do número de dias de permanência na ilha. Por exemplo, para quem vai ficar cinco dias, o valor (2019) é de R$ 361,71. Crianças com menos de cinco anos de idade estão isentas dessa taxa. Para mais informações, acesse www.noronha.pe.gov.br. Neste endereço, é possível visualizar os valores por dia e efetuar o pagamento online.


    Parque Nacional Marinho

    Além da Taxa de Preservação Ambiental, é preciso pagar para entrar nas áreas abrangidas pelo Parque Nacional Marinho. O Cartão de Acesso vale por dez dias, e inclui várias praias e trilhas, como a Praia do Sancho, a da Atalaia e a Baía do Sueste. 

    O valor (2019) é de R$ 106,00 para brasileiros e R$ 212,00 para visitantes estrangeiros. Também é possível pagá-la pela internet: www.parnanoronha.com.br

    - Crianças menores de 11 anos e adultos maiores de 60 anos não precisam pagar.
    - Crianças maiores de 5 anos precisam solicitar um Cartão de Acesso.

    Bancos

    Em Fernando de Noronha, há uma agência do Banco Santander, um posto do Bradesco e um terminal da Caixa Econômica Federal. 

    A ilha também possui dois caixas 24 horas: um no aeroporto e outro na sede do Projeto Tamar, na Vila do Boldró.

    Eventos

    Alguns eventos acontecem durante o ano, em Noronha. Alguns exemplos são o Campeonato de Surfe, que ocorre em janeiro ou fevereiro; a Festa de São Pedro, em junho;   o Campeonato Nacional de Pesca Esportiva e a Corrida de Rua, que acontecem em agosto; a Travessia a Nado, em maio; e o Eco Cine Noronha, que ocorre em outubro.

    Outras informações importantes

    - Há um hospital público na ilha.
    - A voltagem do arquipélago é 220 volts. 
    - Informações turísticas: www.noronha.pe.gov.br.
    - O tempo máximo de permanência em Fernando de Noronha é de 30 dias.
    - O DDD de Noronha é o 81.
    - Postos de informações turísticas: Postos de Informação e Controle (PIC) do Parque Marinho, instalados nos acessos à Baía dos Golfinhos / Sancho e Sueste, além do quiosque na Praça Flamboyant.
    - Cartões aceitos na ilha: VISA, Hiper Card, Master Card e Dinners.

    Com todas estas informações, fica mais fácil planejar a sua tão sonhada viagem para Fernando de Noronha! Se precisar de auxílio para montar seu cronograma na ilha, conte com a equipe Bonitour e com o nosso Roteiro Fácil. 🙂

    Não deixe de nos contar o que achou deste conteúdo. Ele foi desenvolvido especialmente para você!   

    🛫 Boa viagem e até a próxima!