Verão ou inverno, alta ou baixa temporada… não importa a época do ano, quando o assunto é viajar, tudo o que queremos saber como encontrar os melhores preços de passagens aéreas.

Neste guia completo você irá aprender a encontrar passagens baratas nas plataformas, saberá a melhor época e a hora certa para comprar passagens, vai entender as lógicas dos preços, os programas de pontuação e muito mais.

Por que a Bonitour não oferece passagens?

Antes de começar, vale falar sobre uma dúvida da maioria dos nossos clientes: por que a Bonitour não oferece passagens aéreas? Bom, nós entendemos que o melhor é deixar os clientes livres para escolher como viajar aos nossos destinos e, por isso, comprar por onde e como preferirem.

E para te ajudar a encontrar a melhor opção, preparamos este guia para falar tudo sobre como encontrar os melhores preços de passagens aéreas. Assim, quando estiver se planejando para viajar, você pode economizar no transporte e aproveitar ainda mais o destino escolhido. Confira todas as nossas dicas!

Onde buscar passagens aéreas baratas

Sempre que estamos nos planejando para a próxima viagem de férias, a busca por passagens aéreas promocionais se mostra necessária. Mas como encontrar os melhores preços e conseguir grandes descontos?  

Essa pergunta pode ser respondida de diferentes formas, mas, nesse primeiro tópico, vamos nos limitar a falar somente sobre quais ferramentas acompanhar para buscar passagens aéreas baratas.

Google Flights

A Google dificilmente entra em um segmento para brincar, ou melhor, para não ser o principal destaque. No segmento de viagens não seria diferente.

A Google Flights ou Google Voos é uma plataforma de serviços on-line que oferece aos usuários a reserva de voos, a pesquisa pelo número de escalas, os melhores preços, as diferentes companhias aéreas e a duração das viagens.

Pelo próprio buscador, você conseguirá encontrar a melhor opção de passagem aérea. Após definir sua escolha, você é direcionado para a página final de compra dentro do site terceiro (companhias aéreas, agências de viagens e etc). 

MaxMilhas

Parecido com o serviço do buscador, a MaxMilhas também tem a função de filtrar os melhores preços para as passagens aéreas desejadas. A diferença é que você pode comprar diretamente na plataforma, sem precisar migrar para o site da companhia.

Outro recurso legal e muito vantajoso aos usuários, é uma das formas que eles trabalham com as milhas. Para quem ganhou milhas, mas não acumulou o suficiente para comprar uma passagem (e pode perdê-las, pois elas expiram), a empresa oferece a rentabilização. 

O cliente que deseja vender entra no site, faz o cadastro com a quantidade disponível de milhas e fixa o preço que deseja vender. Essas milhas então são utilizadas para a compra de passagens para o outro lado do negócio: dos interessados em passagens mais baratas. 

Além do site, o appMaxMilhas ( iOS e Android ) está disponível para download nas principais lojas de aplicativos, assim você pode realizar todos esses procedimentos de busca, venda ou compra diretamente do seu smartphone.

ViajaNet

A ViajaNet é mais uma dessas empresas que surgiram para tornar a sua viagem ainda mais independente, sem a pressão de agências e agentes. Além disso, o site oferece uma estrutura de viagem completa para os seus clientes.

Além das passagens aéreas baratas , você pode encontrar hospedagem e até mesmo fazer o aluguel de carros para o destino escolhido. E o melhor: eles possuem um aplicativo completo e você consegue fazer tudo pelo seu celular.

123 Milhas

Estabelecida no mercado há alguns anos, a 123 Milhas é uma plataforma online que busca passagens aéreas dentro dos sites das companhias e oferece aos seus clientes os melhores preços para o destino escolhido.

Diferentemente do que muita gente imagina, não é necessário ter milhas para comprar passagens no site da empresa. Você pode efetuar a compra diretamente pela plataforma, se cadastrar, realizar o pagamento (via cartão de crédito ou TED) e após a confirmação, a empresa usa as próprias milhas para comprar as passagens.

Um dos recursos mais legais no site para comprar passagem é a preferência de acordo com os preços. Ele funciona assim: se o valor da 123 Milhas estiver melhor que o de uma companhia aérea, o usuário verá um botão ali mesmo na página indicando para a compra. 

Mas, se o preço da companhia for abaixo, a 123 Milhas indica ao usuário a comprar por lá e não pelo site deles, priorizando sempre o melhor para o seu bolso.

Outras opções

Mesmo em crise, o setor de turismo voltou a crescer em 2018 e a expectativa é a mesma para este ano, de acordo com estudos realizados pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo ( Braztoa ). 

Com isso, o aumento de empresas no segmento também cresceu. Bom para os turistas, que agora contam com diversas opções para tudo que necessitar em sua viagem. Fora essas plataformas que citamos, ainda recomendamos outras:

💻SkyScanner ;

💻Mundi ;

💻Momondo ;

💻Kayak .

Nossa dica, entre tantas opções, é selecionar as que disponibilizam a melhor usabilidade para o seu perfil e que, claro, ofereça serviços que atendam às suas expectativas, como a opção de criar alerta de preço de passagens aéreas

Problemas mais comuns nas plataformas

As plataformas que buscam passagens promocionais passam pela mesma dificuldade quase que diariamente. Por dependerem exclusivamente dos preços oferecidos pelas companhias aéreas, os valores podem sofrer alterações sem aviso prévio. 

Ou seja, no processo em que você recebe a notificação de que há uma passagem promocional e realiza a compra, esse valor pode ser reajustado (geralmente para mais caro) e logo em seguida você recebe uma mensagem com o preço atualizado. 

Nesses momentos, procure sempre pelas plataformas que realizam o estorno no mesmo momento para não ter nenhum prejuízo. Para entender melhor como funciona a precificação das passagens aéreas, confira esse guia até o final. 

Você sabe qual é a hora certa de comprar passagens?

Antes de tudo, imagino que você deve estar pensando: existe uma hora certa para comprar passagens? A resposta é sim, existe! E ainda não estamos falando sobre a melhor época do ano para a compra, mas sim o melhor momento.

Vamos explicar a diferença. Aproveitar a hora certa significa estar atento para quaisquer promoções de passagens aéreas que possam surgir em momentos aleatórios — sim, elas surgem sem mais nem menos e você entenderá os motivos.

Acione os alertas de preços

Sem dúvida, esse é o principal recurso para estar sempre atento às passagens aéreas mais baratas. Dentro das plataformas que tiver preferência, você pode sinalizar para receber alertas quando surgir promoções imperdíveis. 

Para não chover notificações no seu celular ou e-mail, procure selecionar os destinos mais prováveis de viagem, a faixa de preço que deseja e até mesmo a data que planeja realizar a viagem. Quando houver uma oferta que atenda aos requisitos, você será alertado e poderá aproveitar grandes promoções.

Melhor época para comprar passagens

Agora sim, falemos sobre a melhor época para comprar passagens e viajar barato . Será que realmente existe uma época, dia ou horário que a pesquisa por passagens deixa os valores mais baixos? Ou apenas data e horário do embarque influenciam nos preços? Descubra!

Comprar de madrugada: mito ou verdade?

Fazendo uma rápida pesquisa na internet você encontrará artigos que indicam fechar a compra das passagens aéreas na madrugada. O motivo? Segundo eles, nesse horário elas tendem a ficar mais baratas do que pesquisas feitas durante o horário comercial, já que a procura é menor.

Mas quanto essa afirmação tem de verdade? De acordo com um estudo realizado pela Momondo , há pouca ou quase nenhuma diferença de valores pesquisados na madrugada ou durante o dia.

Na verdade, o que podemos afirmar é que escolher embarcar em voos à noite deixa as passagens mais baratas. Durante esse horário os aeroportos estão menos movimentados e as companhias preparam valores mais atrativos para conseguir vender as passagens. 

Agora, ficar acordado até mais tarde para pesquisar durante a madrugada não irá garantir os melhores preços de passagens aéreas. As nossas dicas para conseguir bons descontos, além da já citada, são as seguintes:

Programe-se com antecedência

Essa sem dúvida é a melhor dica que podemos te dar. Se você quer encontrar valores atrativos na compra das passagens, programe-se com antecedência. Quanto mais próximo você estiver da data de embarque, mais caro ficará.

O mesmo Estudo Anual de Passagens da Momondo, realizado em 2016, indica que o período ideal para passagens com preços mais baratos é a reserva com 56 dias de antecedência. Já o melhor dia para embarcar é na terça-feira e o mais caro o sábado. 

Atente-se a datas como a Black Friday

Datas sazonais são sempre um medidor para a compra ou não de passagens aéreas. Se quiser encontrar valores mais baixos, sem dúvida, a Black Friday é a melhor data do nosso calendário para comprar passagem on-line barata. 

Programada anualmente para acontecer na 4ª sexta-feira de novembro, a data reúne promoções nos mais variados segmentos, incluindo o setor de turismo. Antes da chegada da Black Friday , é ideal ter uma média dos preços praticados pelas companhias para saber se realmente está aproveitando uma promoção ou não.

Para evitar qualquer tipo de fraude, muitas instituições ganham um selo de que efetivamente estão praticando preços promocionais para a data. Atente-se para saber se a plataforma e/ou companhia aérea escolhida está oferecendo descontos verdadeiros.

Entenda a lógica dos preços de passagens

Já demos alguns spoilers de como funciona a lógica de preços das passagens aéreas, mas agora contaremos todo o filme, ou melhor, as estratégias utilizadas pelas companhias em relação aos valores cobrados.

O primeiro de tudo é entender que os preços de passagens aéreas não são como produtos vendidos no mercado ou em lojas, que possuem valores fixos e/ou tabelados. As companhias aéreas — todas elas — usam outras formas de precificação, que estão conectados de forma simultânea à lei de oferta e demanda. 

Para tentar ajudar no entendimento, o que você sabe sobre os métodos utilizados na venda de ingressos, divididos em lotes? Bom, as aplicações de valores dinâmicos praticados pelas companhias aéreas seguem uma lógica extremamente semelhante.

Cadê a promoção que estava aqui?

É mais ou menos essa a reação quando recebemos ou encontramos um link promocional de uma passagem aérea e, quando clicamos, o preço é outro. Não, as companhias não estão tentando te enganar. Aquela promoção realmente existiu, porém já se esgotou.

Mas como ainda encontro assentos disponíveis no mesmo voo? Bom, funciona mais ou menos assim: as empresas dividem o avião em lotes e cada um deles possui um número X de poltronas disponíveis e um valor Y a ser cobrado. 

Ou seja, aquele valor de R$ 100 divulgado na promoção pode pertencer ao primeiro lote, da região do avião com as melhores promoções. Quando ele se esgota, automaticamente começa a ser vendido o segundo, que pode custar R$ 150. Após a venda total desse, um terceiro lote é vendido por R$ 250.

Então em vez de somar o valor desses três lotes e dividir por igual para ter o mesmo preço no voo, as companhias utilizam outro método. Quanto maior for a demanda (procura) pelo destino, mais caro ficará o valor das passagens.

Dessa forma, em um mesmo avião podem ter passageiros que pagaram até 150% mais caro que outro, tendo os mesmos serviços e conforto. Mas também há outros formatos usados na precificação das passagens...

Histórico do voo

De forma resumida, voos que atrasam costumam ser mais caros. Mas como as companhias vendem as passagens mais caras sabendo que aquele voo irá atrasar? Baseado no histórico que ele possui.

Se aquele trajeto sempre ou quase sempre atrasa, as companhias vendem as passagens mais caras para cobrir os gastos com assistência dos passageiros e até mesmo combustível. 

Quer um exemplo na prática? Voos que partem de São Paulo durante o mês de janeiro na parte da tarde, quando costumeiramente caem intensas pancadas de chuva e resulta no atraso em efeito cascata dos voos nos aeroportos da cidade.

Horários de pico

Turistas costumam intensificar a procura por passagens aéreas nos períodos de férias e alta temporada. Fora dessa época, o maior tráfego dentro dos aeroportos é feito por aquelas pessoas que costumam viajar a trabalho. E, assim como no trânsito das metrópoles, o horário de pico pode ser um empecilho.

Para se ter uma ideia, no Aeroporto de Congonhas, o segundo mais movimentado do Brasil, voar entre 13h e 14h ou 17h e 18h tende a ser mais caro. Em compensação, no mesmo aeroporto, voos que saem na madrugada ou entre 8h e 12h são mais baratos. Atente-se ao horário escolhido!

Você já deve imaginar que viajar em vésperas de feriados e finais de semana também custa mais. E mais, além dos lotes da classe econômica dentro do avião, existem outras classes, mais confortáveis e exclusivas. Conheça a diferença entre elas.

Quais são as opções de passagens e a diferenças entre elas

Para atender a quase todos os gostos e aportes financeiros dentro de um avião, as companhias aéreas dividem o espaço em diversas classes. Você conhece todas? Veja quais são:

🧳 Econômica;

🧳 Econômica Premium;

🧳 Executiva;

🧳 Primeira classe;

Porém, essa divisão não se aplica para todas as aeronaves e/ou companhias aéreas. Para exemplificar o que estamos falando, aqui no Brasil, por exemplo, nenhuma companhia trabalha com a primeira classe em voos nacionais, apenas quando se trata de viagens ao exterior.

Quer conhecer as características e o conforto que você pode encontrar em cada uma delas? Então confira a seguir e descubra como migrar de uma classe para outra desembolsando pouco ou até sem pagar nada!

    Econômica

    Sem dúvida, a classe mais concorrida entre as opções de passagens. Básica, ela também é a mais barata entre as já citadas. Quando buscamos pelas opções com preços baixos, estamos a procura de um assento da classe econômica.

    As principais características dela, são: as poltronas tendem a ser próximas umas das outras e reclinam poucos centímetros. O cardápio costuma ser padronizado de acordo com a duração do voo e, dependendo da companhia aérea, o passageiro pode optar por itens mais sofisticados do cardápio.

    Econômica Premium

    Menos conhecida e concorrida que a anterior, a econômica premium também é chamada de classe econômica elite ou até classe econômica mais. Essa opção aparece no meio termo entre a econômica padrão e a executiva. 

    A principal diferença dela está na distância entre as poltronas, que são até 40% mais espaçosas de uma para outra. Outro benefício está no cardápio, que tende a ser mais variado e com melhores vantagens com a franquia de bagagens. 

    Executiva

    Com ainda mais regalias, a classe executiva é a mais luxuosa para todos os voos nacionais no Brasil. Ou seja, ao escolher essa opção, pode ter certeza de conforto e exclusividade do embarque à aterrissagem no destino desejado. No entanto pode ser necessário desembolsar até três vezes mais que na classe econômica.

    As principais características dos voos dentro dessa classe são: poltronas ainda mais reclináveis e confortáveis, cardápio ainda mais sofisticado, área VIP, check-in e embarque prioritários, entre outros serviços que você deve consultar de acordo com a companhia aérea escolhida.

    Primeira classe

    Aqui sim, o luxo aéreo. Exclusiva para apenas voos internacionais, a classe possui os preços mais altos e é a mais sofisticada de todas. 

    Quem optar por essa opção pode até esquecer que está a milhares de quilômetros do chão em meio à luxuosidade disponibilizada. Mas, para tal conforto, pode ser necessário desembolsar até sete vezes mais. 

    Ocupantes deste espaço vão encontrar serviços exclusivos, como: cardápios assinados e/ou preparados por chefs renomados, atendimento personalizado, suítes luxuosas, entre vários outros mimos que podem variar de acordo com a companhia escolhida.

    Como conseguir um upgrade?

    A maioria das pessoas economiza ao máximo quando querem viajar, seja a trabalho ou de férias. Nesse processo, está como prioridade pagar o mínimo possível nas passagens aéreas, concorda? 

    Mas sabia que mesmo escolhendo a classe mais em conta, existe a possibilidade de você viajar nas opções superiores pagando pouco ou de forma gratuita? Esse fenômeno chama-se upgrade e para entender mais sobre ele, vamos explicar como funciona.

    O que fazer para conseguir um upgrade?

    O upgrade acontece quando a companhia está com vagas sobrando nas classes superiores. Para preencher esses espaços, as companhias podem agir de duas maneiras:

    ✅ Escolher clientes fidelizados em seus programas;

    ✅ Vender o upgrade por “preços simbólicos”. 

    Mas existem diferentes maneiras de se encaixar no perfil para conseguir uma troca de classe gratuita com a linha aérea responsável pelo seu voo. Acompanhe nossa lista de dicas!

    1 - Esteja cadastrado nos programas de fidelidade

    Na procura pelas melhores promoções de passagens, dificilmente somos fiéis a uma única companhia aérea, não é mesmo? Porém, uma das formas de conseguir um upgrade é se cadastrando nos programas de fidelidade que as companhias oferecem. Nossa dica é: se cadastre em todos!

    2 - Procure viajar sozinho

    É bem improvável conseguir mais que um upgrade em um mesmo voo. Por isso, viajar em grupo ou até mesmo em casal já diminui drasticamente as possibilidades de conseguir mudar para uma classe superior. Então, procure pela vantagem quando estiver em viagens sozinho, principalmente a negócios.  

    3 - Não compre as passagens mais baratas

    As companhias aéreas priorizam aqueles clientes que mais consomem os seus produtos. A escolha pelas passagens mais baratas do voo te coloca distante dessa lista de primeiras opções a ganhar o upgrade . Caso queira ser uma potencial escolha, opte por passagens com preços fora de promoções.

    4 - Escolha os melhores dias e horários para voar

    Feriados prolongados, datas sazonais e até mesmo finais de semana são os dias com menor possibilidade de ganhar um upgrade da companhias aérea. Viagens durante o dia também possuem chances menores. Portanto, voos durante a noite e nos dias de semana são os com maiores probabilidades.

    Posso pagar para fazer um upgrade?

    Essas quatro dicas que listamos são apenas para os viajantes sortudos ou que aproveitam para ganhar um mimo das companhias aéreas gastando pouco ou de forma gratuita. 

    Mas para quem fechou inicialmente o voo em uma classe e quer colocar a mão no bolso para ter uma viagem mais sofisticada e confortável, as companhias também disponibilizam o upgrade normal.

    Porém, lembre-se que um voo na classe executiva pode custar até três vezes mais que o da classe econômica. E quando pensamos em viagens internacionais, de primeira classe , o valor encarece até sete vezes.

    Entenda os programas de pontuação de milhas

    Apesar de já existir há anos, ainda surgem muitas dúvidas sobre como funciona os programas de milhagem. Como acumular milhas? Como trocá-las? Posso vendê-las? O que fazer quando elas estão prestes a expirar?

    Bom, só para se ter ideia, um levantamento realizado pelo Banco Central em 2014 identificou que 53,4 bilhões de milhas expiraram por falta de uso. Nos últimos anos, a estimativa é que esse número tenha subido para até 70 bilhões em milhas e mais de 1 bilhão em reais. 

    Para que seus pontos não caiam nessa estatística e sejam jogados fora, confira tudo sobre o assunto e não desperdice mais suas milhas acumuladas. 

    Como acumular milhas?

    Uma das perguntas mais comuns quando falamos sobre o assunto é saber como acumular as milhas. Bom, a resposta é mais fácil do que você imagina. Aliás, é bem provável que você já tenha acumulado e nem saiba. 

    Existem duas formas diferentes e simples para acumular os pontos. Vamos falar sobre elas e explicar como você pode fazer para começar hoje mesmo a juntar as suas.

    Clubes de milhagens

    Claro, para viajar utilizando apenas milhas, nada melhor do que acumular a milhagem viajando. E a maneira mais tradicional é participando de um dos clubes que as principais companhias aéreas no Brasil oferecem. São elas: 

    ✈️ LATAM - Multiplus;

    ✈️ GOL - Smiles;

    ✈️ Azul - TudoAzul.

    Esses clubes de milhagem são criados pelas companhias, que buscam trazer uma proximidade entre os clientes e a marca, numa tentativa de fidelização. Para acumular os pontos, basta realizar compras dos seus produtos: as passagens. 

    Porém, além de realizar a troca dos pontos acumulados por outras passagens aéreas — ou o upgrade de classes —, você poderá adquirir outros itens como roupas, eletroeletrônicos, entre outros.

    Mas em qual programa devo me fidelizar? Em mais de um? Bom, se você é alguém que está sempre viajando, a trabalho ou lazer, pode até valer a pena se fidelizar em mais de um, já que estará comprando, normalmente, em diferentes companhias.

    Agora se você viaja pouco e apenas deseja pagar menos com passagens aéreas, vale acumular suas milhas no cartão de crédito e usá-las apenas quando souber em qual empresa irá comprar a passagem com a pontuação — falaremos mais sobre esse assunto mais abaixo.

    Cartão de crédito

    Se a fidelização pelos clubes das companhias aéreas é a maneira mais tradicional, a troca por pontos com o cartão de crédito é a mais fácil. Não existe segredo, conforme você utiliza ele, mais pontos você acumula. 

    Mas atente-se às regras do seu banco, já que cada bandeira possui as suas próprias, principalmente com o repasse de pontos de acordo com a categoria do seu cartão: da simples até o premium, por exemplo. 

    Normalmente a pontuação pode variar de 1 até 3 pontos a cada dólar gasto. Mas não se preocupe, não é preciso gastar em dólar, essa é apenas a moeda usada como referência na troca da pontuação.

    Atente-se à validade das milhas

    Depois de se cadastrar nos programas de milhagens que mais combinam com o seu perfil e que oferecem as melhores vantagens para você, chegou o momento de se atentar à validade das milhas acumuladas.

    Como já comentamos, o desperdício de milhas no Brasil é imenso, então atente-se para que o mesmo não aconteça com as suas. Lembre-se: milhas que expiraram significa dinheiro não aproveitado. 

    Para saber a validade que a sua pontuação tem, converse diretamente com o clube de programa de milhagem ou com o banco responsável por acumular os seus pontos. Geralmente, a média de validade dos bancos dura mais, porém é sempre bom verificar.

    Como posso trocar os pontos que acumulei?

    Apesar de ser simples, muitas pessoas ainda acham que acumular e trocar milhas sejam coisas de outro mundo — o que não é verdade. Assim como mostramos ser “fácil” juntar os seus pontos, a troca ou até mesmo a venda também é. 

    Com as companhias aéreas

    A forma mais fácil é quando os pontos acumulados já estão em um dos programas de fidelidades citados anteriormente. Caso queira utilizá-los para a compra de passagens aéreas, por exemplo, basta encontrar o destino desejado dentro do site da companhia e realizar a compra (troca) com as suas milhas.

    As próprias empresas aéreas disponibilizam um botão para a compra do bilhete — ou até mesmo de um upgrade de classes — diretamente com as milhas, basta você ter a quantidade necessária acumulada. Viu como é fácil?

    Pelo banco do seu cartão de crédito

    Anteriormente dissemos que o acúmulo de pontos do cartão de crédito é mais simples, visto que a cada compra realizada com ele, você ganha pontos. Mas quando pensamos na troca, os caminhos se invertem.

    O motivo é: para conseguir comprar uma passagem aérea com as suas milhas de companhia X, a sua pontuação precisa estar dentro do programa de fidelidade daquela empresa. Ou seja, se você pretende voar com a GOL, as milhas que estão no seu cartão de crédito precisam ser transferidas para o Clube Smiles .

    Mas calma, não é nada muito complexo. A nossa ressalva aqui vai para que você seja organizado e não deixe tudo para última hora. Por quê? A transferência da pontuação do seu banco para o programa de fidelidade escolhido leva um tempo, geralmente até uma semana. Então é preciso se preparar. 

    Como pode demorar alguns dias, a promoção de uma passagem que você tinha encontrado, por exemplo, acaba antes da transferência acontecer.

    Nossa dica é: quando estiver pensando em comprar uma passagem aérea e já estiver com um bom número de milhas acumuladas, faça a transferência para o programa de fidelidade da companhia que planeja realizar a compra. 

    Em plataformas de vendas online

    Com o desperdício cada vez maior no número de milhas, empresas começaram a surgir com um propósito: comprar a pontuação das pessoas antes que elas expirem. 

    Dessa forma, aqueles que acumularam, mas não o suficiente para utilizar ou não pretendem viajar, podem vender. E, com a aquisição da milhagem, essas empresas conseguem comprar passagens nas companhias por preços mais baratos. 

    Portanto, se você não pretende usar as milhas que conquistou, procure por essas plataformas online e venda antes de vê-las irem embora. Nossa indicação é pela MaxMilhas , que citamos no começo deste guia, nas alternativas de como encontrar os melhores preços de passagens aéreas.

    Tudo sobre o despacho de bagagem

    Pense em uma dor de cabeça para muitos viajantes: o despacho das bagagens. O último passo antes de embarcar e o primeiro no desembarque vive causando problemas para companhias aéreas, que procuram a cada dia modernizar mais os processos.

    Para começar, existem diversas regras sobre o assunto. Criadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e pelas próprias companhias aéreas, elas são diferentes para voos nacionais e internacionais.

    Então, para evitar que você passe por problemas que atrapalhem a viagem, falaremos agora sobre como fazer o despacho de forma adequada. 

    Veja as diferenças entre as companhias, tudo sobre a bagagem de mão e a despachada, os limites de peso, volume e até alguns itens que não podem ser transportados!

    Regras para bagagem de mão

    Desde as mudanças promovidas pela ANAC, em 2017, os usuários podem transportar o dobro do que era permitido antes, até 10 kg na bagagem de mão — aquela sem custo adicional, que é levada por você dentro da cabine do avião. 

    Porém, o próprio órgão orienta que essa quantidade pode ser reduzida caso as companhias aéreas julguem necessário, por motivos de capacidade da aeronave ou segurança de todos. Caso isso aconteça, é obrigatório que as empresas avisem os seus clientes. Esteja sempre atento!

    Entre os produtos que não podem ser transportados na bagagem de mão , o órgão proíbe objetos cortantes, inflamáveis, entre outros considerados perigosos. A regra se aplica também para produtos líquidos, mas esses possuem exceções.

    Na bagagem de mão em voos nacionais , é permitido o transporte de produtos aerossóis de higiene pessoal e medicinais, desde que tenham até 300 g ou 300 ml cada. Bebidas alcoólicas em recipientes de até 1 litro e perfumes de até 500 ml também são liberados, desde que, ao todo, tenham totalizado 5 litros.

    Tamanho da bagagem de mão

    Seguindo as orientações da ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), as principais companhias aéreas brasileiras possuem o mesmo limite de tamanho das malas para bagagem de mão (altura x largura x espessura):

    🧳 GOL - 55 x 35 x 25 cm

    🧳 LATAM - 55 x 35 x 25 cm

    🧳 Azul - 55 x 35 x 25 cm

    As medidas incluem bolsos, rodas e alças. Além da mala, as companhias também permitem o transporte de outros objetos, como bolsas, notebooks, tablets, livros, sacolas pequenas, entre outros. Porém, cada companhia possui suas próprias restrições, vale conferir com a da sua passagem.

    Regras para o despacho de bagagem

    Além do transporte de mão, você também pode utilizar o despacho de bagagem convencional — aquele que sua mala vai à parte e que possui custos extras. Também em 2017, a ANAC permitiu às companhias aéreas venderem novamente esse serviço de maneira separada.

    Sendo assim, além do valor pago pela passagem, você terá que arcar com esse custo também, caso seja necessário utilizar o serviço. E são as próprias companhias que decidem o valor taxado para o despacho da bagagem.

    Veja as regras e os valores, consultados em 2019, cobrados pelas principais companhias aéreas:

    GOL

    Na GOL , cada bagagem despachada tem o limite de 23 kg e dimensões permitidas de até 80 x 28 x 50 cm (altura x largura x espessura). Se houver a divisão do peso em dois ou mais volumes, a cada extra a empresa cobrará como bagagem adicional.

    Em relação às tarifas, como plus, max (apenas para voos nacionais) e premium economy (apenas para voos internacionais), possuem o benefício de bagagem despachada gratuita, ou seja, inclusa na passagem. Já as tarifas promo e light são cobradas à parte. 

    Para essas duas últimas, os valores da 1ª bagagem são de R$60 pelos canais digitais da companhia e R$120 no balcão de check-in para voos nacionais e internacionais. Para a 2ª bagagem, sobe para R$100 e R$140 em voos domésticos e R$115 e R$230 nos internacionais. Preços consultados em outubro de 2019.

    LATAM

    A LATAM possui a mesma restrição em relação ao peso da mala: 23 kg no máximo. Em relação ao tamanho, ela pode conter o total de 158 centímetros lineares (a medida de um elemento em linha reta) divididos entre altura x largura x espessura.

    Sobre as taxas, a companhia faz divisões diferentes. Em todos os voos nacionais ou internacionais dentro da América do Sul, as tarifas plus e top não possuem acréscimos. Já para quem viaja na promo ou light, existe o custo extra.

    A empresa não disponibiliza os valores das taxas, então nossa dica é consultar no momento em que for fechar a compra da passagem aérea para o destino escolhido.

    Azul

    O peso máximo para o despacho de bagagem na Azul também é de 23 kg. Em relação ao tamanho das malas, são permitidas com dimensões de até 80 x 28 x 50 cm (altura x largura x espessura).

    A empresa possui um número menor de tarifas: Azul e Mais Azul. Para a 1ª bagagem despachada, a primeira cobra um valor de R$60 nos canais digitais e R$120 diretamente no aeroporto, enquanto a segunda tarifa não possui custo extra.

    Para a 2ª mala, os valores são os mesmos nas duas tarifas: R$100 nos canais digitais e R$140 nos aeroportos. Esses preços são válidos apenas para voos nacionais e foram consultados em outubro de 2019. 

    Caso queira consultar os custos de bagagem despachada em destinos na América do Sul, Estados Unidos ou Europa, consulte diretamente no site da companhia.

    Bagagens danificadas ou extraviadas… saiba o que fazer!

    Como dissemos, imprevistos podem surgir e, infelizmente, ocorrências de bagagens atrasadas, danificadas ou extraviadas têm chances de aparecerem na sua viagem. Caso qualquer um desses problemas ocorra, saiba como agir.

    Minha bagagem extraviou, o que devo fazer?

    Em casos de extravio, entre em contato imediatamente com a empresa aérea responsável pelo seu voo, de preferência, ainda no salão de desembarque do aeroporto.

    Ao fazer a reclamação no balcão da companhia, tenha em mãos para apresentação o comprovante de despacho da sua bagagem. Caso a empresa aérea localize seus pertences, eles serão devolvidos no endereço fornecido por você.

    O prazo para aguardar uma resposta das companhias sobre o extravio da sua bagagem é de 7 dias para voos nacionais e 21 dias para voos internacionais. Caso não seja localizada após esse período, a empresa deverá te indenizar em até 7 dias.

    Recebi minha bagagem danificada, como agir?

    Caso perceba que sua mala foi violada ou que a bagagem está danificada ainda no saguão de desembarque, procure imediatamente pelo balcão da sua companhia aérea para relatar o fato. Caso perceba somente quando chegar em casa, faça um comunicado por escrito em até 7 dias após o recebimento da bagagem.

    De acordo com a ANAC, em casos de avaria, a empresa é responsável por reparar o dano da bagagem ou até mesmo substituir por uma equivalente a que foi danificada. Já em casos de violação, caso seja comprovado o dano, a companhia é responsável por pagar indenização ao cliente.

    A vantagem de usar o seu check-in online

    Um dos últimos detalhes antes de embarcar: a realização do check-in. Aquele momento que você se prepara para chegar com duas ou até mais horas de antecedência no aeroporto para que nada dê errado, certo? Errado!

    Ora, vivemos em tempos digitais e, em muitos serviços, a tecnologia chegou para nos ajudar, então devemos aproveitá-la. Por isso reservamos esse tópico para falar exclusivamente sobre as vantagens de usar o check-in online.

    Por que usar o check-in online?

    Imagino que pegar filas não seja um dos seus hobbies , chegar com muitas horas de antecedência para o voo também não. Então, para não estar mais refém dessas necessidades, o check-in online aparece como uma alternativa.

    Apesar de não ter a popularidade que merece, o web check-in , como também é conhecido, se mostra ideal para que você evite de possíveis imprevistos. 

    Imagine perder o seu voo por minutos, por ficar preso no trânsito, demorar para fazer o check-out no hotel, ficar a mercê do transporte privado, entre outros fatores que te impedem de chegar a tempo suficiente para fazer o check-in convencional? Ninguém merece, pois é!

    Então se você quer economizar tempo — e dinheiro — na hora de viajar, adote agora mesmo a prática de fazer via web.

    Mas como fazer check-in online?

    Não tem segredo. Como uma forma de incentivar os clientes a realizar via web, as companhias aéreas deixam em destaque um botão para realizar o check-in online. Veja o passo a passo do que você precisa fazer:

    ☑️Acessar o site da companhia aérea e clicar em check-in ;

    ☑️Digitar os seus dados pessoais, o código de reserva do voo, a cidade de partida e a de chegada;

    ☑️Outros dados como o número de celular e o seu e-mail.

    Logo em seguida você poderá ter acesso ao seu cartão de embarque , que estará disponível via aplicativo ou no seu e-mail. Se preferir, imprima ou apresente no momento de embarque diretamente pela tela do celular e pronto, tudo feito.

    Importante alertar, nem todas as companhias possuem o serviço de check-in online, então confira com antecedência. Algumas, apesar de todo o processo pela web, solicita o comparecimento do cliente no guichê para a impressão do bilhete virtual

    Por fim, a maioria das empresas aéreas estipula um prazo para fazer o check-in online de até 72 horas antes do embarque. Mesmo assim, a economia de tempo que você tem com o processo digital vale a pena!

    Restrições e benefícios para crianças

    Viajar em família é tudo de bom, sem dúvida. Mas quando o passeio envolve crianças, devemos nos atentar com todos os detalhes possíveis. 

    Nossos pequenos possuem algumas restrições e benefícios quando se trata de passagens aéreas, veja quais são:

    Crianças de 0 a 2 anos

    Uma pergunta muito comum é: criança paga passagem aérea ? Resumidamente, nos dois primeiros anos de vida, a maioria das companhias aéreas não cobra pelo voo dos pequenos. 

    Porém também não oferecem nenhum tipo de suporte, ou seja, para embarcar sem pagar nada, as crianças terão de ficar toda a viagem no mesmo assento que os pais e não terão direito a uma cadeirinha para bebê, por exemplo.

    Por isso, o ideal é que você escolha por passagens sem paradas, para tornar a viagem menos cansativa e de preferência ao anoitecer, quando eles estão cansados e tendem a dormir durante o voo.

    Crianças de 2 até 12 anos

    Após essa primeira idade, as empresas aéreas começam a cobrar pela passagem, mas sempre oferecem descontos no bilhete dos pequenos. Não existe um padrão, a redução do valor pode variar de 10 a 40% de desconto em cima do preço convencional.

    Para validar o desconto nas passagens dos pequenos, a maioria das companhias não contempla voos que já estejam com preços promocionais. Tudo isso referente aos voos nacionais. Para destinos internacionais, as regras são diferentes e os descontos ainda menores.

    Posso viajar de avião com meu pet?

    Uma pergunta cada vez mais comum e uma prática que as companhias têm adotado em seus serviços: a possibilidade de viajar de avião ao lado do seu pet na cabine do avião. 

    Mas, para que o animal de estimação viaje com você, cada empresa aérea tem a suas regras e limitações, confira antes de fechar a compra da sua passagem. 

    Na Azul, por exemplo, apenas um pet pode ser transportado na cabine, enquanto a bordo, o limite são três (apenas cachorros e gatos) — por vôo. 

    Para poder viajar, eles devem estar em dia com o veterinário, ter todas as vacinas aplicadas e permanecer sempre dentro de um suporte como uma caixa de transporte que siga as recomendações solicitadas pela companhia.

    O que a Bonitour oferece?

    Como falamos lá no início, você já sabe que não vendemos passagens aéreas. Conforme detalhado neste guia, a precificação é baseada em diferentes fatores, entre eles horário, companhia, condições de pagamentos e principalmente o preço. Ao atrelar em um pacote de viagem, essas preferências deixam de ser atendidas.

    Portanto, somos uma agência de viagens que tem como desafio promover o ecoturismo. Para isso, contamos com pacotes de passeios para três destinos incríveis no Brasil : Bonito, Serra Gaúcha e Fernando de Noronha.

    Programe-se para conhecer um dos nossos destinos e apaixone-se pelas belezas de cada lugar. Para ajudá-lo, saiba como montar roteiros de viagem barato com a gente.

    Escolha o seu destino e planeje a viagem com a Bonitour!

    Com todas estas informações, fica mais fácil se planejar para encontrar os melhores preços de passagens aéreas para a próxima viagem!

    Para que você aproveite ao máximo os destinos que nós oferecemos, conte com o nosso Roteiro Fácil e aproveite o melhor de cada lugar. Boa viagem!